Cristiano Giongo Advogados

Blog

Abril é marcado por luta pela saúde, segurança e bem-estar do trabalhador

 

      O dia 28 de abril foi estabelecido pela Organização Internacional do Trabalho como o Dia Mundial da Segurança e da Saúde no Trabalho, em memória às vítimas de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho.

      Segundo dados do Ministério Público do Trabalho, até o início deste mês, o Brasil gastou mais de R$ 80,2 bilhões com benefícios acidentários pagos pela Previdência Social. No período, foram cerca de 368 bilhões de dias de trabalho perdidos, por afastamentos resultantes de acidentes ou doenças do trabalho.

      De janeiro de 2018 até 29 de março de 2019, foram mais de 802 mil acidentes de trabalho registrados, resultando em pelo menos 2.995 mortes. Entre as vítimas fatais, estão: os trabalhadores que perderam a vida com o rompimento da barragem em Brumadinho (MG), o maior acidente de trabalho da história do país, e os atletas entre 14 e 16 anos da categoria de base do Flamengo, vítimas do incêndio no centro de treinamento do Rio de Janeiro.

      Com esse histórico recente, movimentos como o Abril Verde e o Dia Mundial da Segurança e da Saúde no Trabalho, são cada vez mais importantes na luta pela conscientização sobre a importância da prevenção.

      Para motivar a lutar pela prevenção de acidentes, surgiu de iniciativa popular o movimento Abril Verde. A intenção do movimento é marcar o mês de abril com a cor verde no calendário nacional, a escolha da cor está ligada aos cursos da área da saúde. O propósito é motivar uma série de atividades relacionadas ao incentivo de prevenção de acidentes do trabalho e doenças ocupacionais.

      Movimentos internacionais como o Outubro Rosa ou o Novembro Azul, simbolizados por laços, já são conhecidos da população brasileira. Com uma ampla divulgação em veículos de comunicação e atividades de conscientização em todos os estados, esses movimentos alertam para a alta incidência do câncer de mama, nas mulheres, e do câncer de próstata, nos homens, e recomendam o diagnóstico precoce e exames periódicos como forma de evitar novos casos. São disseminadores da cultura de prevenção em saúde, com foco na saúde e segurança do trabalhador, o Movimento Abril Verde trilha um caminho semelhante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *